Terça, 19 de novembro de 2019
86 988 910 950
Cidades

12/03/2018 ás 11h50 - atualizada em 12/03/2018 ás 22h15

469

Redacao

Teresina / PI

HISTÓRIA DE JESUÍNA ESTRELA
CONHEÇA A HISTÓRIA DE JESUÍNA ESTRELA
HISTÓRIA DE JESUÍNA ESTRELA

Segundo Constantino Pereira de Sousa, em seu livro LEMBRANÇAS E HISTÓRIAS DE UMA VIDA, José Martins Estrela veio de visita a São João do Piauí, e gostou da terra, aqui ficando até morrer. Sua atividade laboral era o comércio de tecidos e venda e compra de gado. Cresceu tanto e com tamanha rapidez, que se tornou o homem mais rico da região. Fazia compras na cidade de Salvador na Bahia e despachava viajantes para revenda no sul do Piauí e no interior de Goiás. De volta, seus agentes traziam muitas boiadas, que ele engordava e repassava para outros centros consumidores. José Martins Estrela casou-se com JESUÍNA FERREIRA DE CARVALHO, da família mais importante do município, filha de José Ferreira de Carvalho. Construiu para morar um sobrado, com dois pavimentos, no Alto Santa Fé, à Semelhança dos Castelos Medievais. Depois da morte do casal, esse luxuoso edifício ficou inicialmente desocupado e abandonado sem os cuidados necessários. Em 1935 um herdeiro vendeu por preço irrisório a Simplício Carvalho, que o demoliu para vender o material a quem interessasse. Quando o Casarão foi demolido, os herdeiros venderam o material para a construção da Prefeitura Municipal de São João do Piauí, posteriormente a Prefeitura Mudou-se de endereço e doou o Prédio para as instalações do Banco do Brasil em São João, anos depois o Banco do Brasil mudou-se para a Praça Noé Carvalho e vendeu o Prédio para o Armazém Nordeste onde funciona até os dias atuais.


José Martins e Jesuína não tiveram filhos, sendo seu rico patrimônio herdado pelos sobrinhos da Mulher. A terra que constituiu o patrimônio de São João do Piauí, onde fica localizada a cidade, foi doada por ele e ela. No seu testamento, doou para a diocese do Piauí as terras que compõem a data fazenda grande com todos os pertences, inclusive a sua casa de residência, com a condição de instalar um colégio, destinado à educação da juventude.


Essa doação das terras para a construção da cidade de São João do Piauí aconteceu no século XVIII, contando do casarão uma légua em quadro, ficando como ponto de referência o PAU DA LÉGUA, que era colocado em cada canto do quadro como marco, um deles está localizado no povoado MORRO DA CRUZ, hoje está situado o loteamento do Lúcio Dias, zona rural do município.


CASA DE SANTA FÉ: A casa de Santa Fé foi construída por Jesuína Estrela às margem da hoje BR 020, bem próximo de seu casarão no alto Santa Fé, essa casa também era chamada de CASA DE MISERICÒRDIA, nesse local era tratadas pessoas enfermo sem condições de tratamento e também servia de hospedagem para cacheiros viajantes, que por ali passavam com destino a outros centros e ali eram convidados a pernoitarem, sem nem um custo.


Dentro da área do casarão do casal, Jesuína Estrela mandou construir pequenas casas de alvenaria e doou para famílias que trabalhavam com o casal na labuta do gado e de mercadorias diversa. Com o passar dos anos, Jesuína já cansada e com idade madura, mandou construir mais casas nos arredores do casarão e doou para pessoas pobres que moravam condições sub-humanas, essas pessoas não tinham nenhum vínculo com o casal Estrela, apenas foram agraciadas pela bondade do casal.


SOLIDADARIEDADE: Em conversas de Jesuína Damasceno na companhia de Irineu Holanda, procuramos pessoas que ouviram de seus pais, mães e avós sobre o notável casal Estrela, primeiro Dona Edite, esse contou que os doentes que frequentavam a casa de misericórdia, eram tratados pessoalmente por Jesuína Estrela, comprava medicamentos e ela mesma administrava o tratamento e o pagamento sempre era o bom e velho muito obrigado. Segundo nona Edite Carvalho (im), ainda em vida com seus 100 anos, sobrinha de Jesuína Estrela, a própria Jesuína Estrela ainda fazia uma farta feira com vários produtos alimentícios e doava ao paciente. Também conversamos com Chico Santos Tabelião aposentado gozando de boa saúde com seus 90 anos, esse nos repassou que seus pais nos final de tarde início de noite sempre reuniam os filhos e agregados para contar histórias referentes ao casal Estrela. Também conversamos com Dona Lavínia e Dona Teresinha Jovita e as informações sempre foi pautada nas caridades do casal Estrela, todos parentes dela.


HOMENAGENS: Jesuína Estrela e José Martins Estrela, poucos são lembrados em São João do Piauí, temos uma Rua em Homenagem a Jesuína Estrela, Rua onde mora o amigo Seresteiro Viola. Também homenageado com o nome de uma Rua José Martins Estrela, travessa José Martins Estrela, a travessa do Posto Atende da Cecília.


Em 2012 a Saudosa Jesuína Estrela foi homenageada com a AMAJES – Associação em Educação e Saúde da Mamam Jesuína Estrela, instituição que cuida da saúde da Mama em São João do Piauí. Instituição idealizada por Jesuína Damasceno Holanda, que teve seu nome em homenagem a Jesuína Estrela. E hoje tem como Presidente Maria do Céu e Vice-Presidente Jesuína Damasceno. Por último a AMISTE e PARÓQUIA DE SÃO JOÃO BATISTA e a COMUNIDADE SANJOANENSE, em uma ideia brilhante ergueu o Monumento de São João Batista – ESTÁTUA DE SÃO JOÃO BATISTA, exatamente onde José Martins Estrela e Jesuína Estrela moraram viveram um grande amor. 


Jesuína Estrela e José Martins Estrela um caso de amor,


gfé, religiosidade e tradição  com São João do Piauí.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium